Poemas Românticos
Poemas extraídos do livro "Pingos de Vida"


Material Protegido Pela Lei de Direitos Autorais.
Poemas liberados para copiar e republicar individualmente, desde que citado o Autor.

Copyright@1989-Eugênio Ramos - Todos os Direitos Reservados
DRAGÃO

Durma, sonhe
Descanse,
Eu velo seu sono.

Eu sou o Dragão
Eu sou a força e o fogo,
A brisa
O mormaço
Eu tenho o bafo.

Eu fiz Merlin
O Mago
eu sou o fraco
eu viro água
Eu sou o sonho.

Sou seu pesadelo...
eu tenho o bem
e o mal.

Eu sou o dragão chinês
Toda a força
sem controle
Todo o carinho
lhe fazendo um ninho.

Eu sou o general
que manda o infante á luta
Eu sou o guerreiro valente
ante o fraco
Eu sou o covarde
que antevê a dor
e foge.
Eu fui o cavaleiro que procurou
o limite do mundo
Eu achei o Graal
E dei a Percival.

Eu ensinei o segredo da pólvora
ao chinês
Eu fui Marco Polo
Trazendo a explosão
da bomba
Para o Ocidente

Eu inspirei a bomba
Atômica.
Eu domei o átomo
para a paz.

Eu sou o mago
do Escaravelho de Ouro
Eu estive em Sullivan
e contei a Poe.

Eu vivo em Orion
e sou toda a Antares
eu moro na onda
eletromagnética,
ou do mar.

Eu escutei Mozart
e adorei
Fiz a inveja de Viena a
Salzburgo,
Não sem antes o inspirar
Com o Fígaro.

Durma, sonhe
Vou contar outra história
Eu sou o Dragão
que acordou
após tanto tempo descansando
do esforço de cobrir a terra
com o nevoeiro
da mudança.

Eu sou o Dragão
que expira perfume
que transpira orvalho
que fecunda a terra
Que nunca diz adeus
que está preso na ideia
ou imaginação.

Eu sou o dragão
da dúvida.
Fato ou ficção?

Eu sou o dragão
Mas também sou o pombo.
Durma e sonhe,
Sonhe comigo,
Sonhe como quiser

Traga sua lança
ou uma trança
Domine o Dragão,
seja minha criança

Sonhe,
Durma,
comigo.



.
ESPELHO DO VIVER

Viver
e da vida gostar
Ser feliz
e à felicidade sempre buscar
Tentar
Sempre um quê de novo,
Completar,
Já,
o que início foi dado.

Recomeçar
dia a dia como se último este fosse,
como se primeiro de nova era,
na força mística da energia
físico-mental,
com a energia lúcida
da visão do amor real.

Sincero, único e direto
de si para todos
o seu próprio eu abrir
e descobrir
que todo o élan desprendido
Pouco se lhe trouxe
Porém, se pouco mais aplicar
O retorno maior estará
na consciência
da missão de hoje completa,
na certeza
do recomeçar seguro,
mais tarde...
Mágoas a guardar
Não há
Perdão a pedir, sempre
e sempre perdoar,
divino gesto,
e errar
para que com o erro
acertar se aprenda.

E, moldado na bigorna do amor,
forjado no calor da paixão,
volte o coração dorido
a pulsar
toda emoção e sentimento
que ontem não se acreditava
capaz.

E poder dizer
ainda sou feliz e serei
e poder cantar
ao vento, ao tempo, aos sete mares
a alegria de viver
e ser
vivo.

E, ao reflexo de si mirar,
ore,
pobre mortal hoje,
infinito ser de ontem e sempre,
à força que movimento inicial
ao universo inter-galáctico deu,
E cumpra, hoje,
o que se lhe impõe
o que se lhe propõe
e diga,
a si,
com força e vontade
para que real torne:
"E me olhe com os olhos
de quem nunca me viu
E me veja o homem
que sempre quiseste ver".

Eugenio Ramos Poeta no facebook
Eugenio Ramos - Google+
Eugenio no Blogspot
Agradecimentos aos Patrocinadores.
Aproveite Grandes Ofertas



Nome:
E-mail:

Pingos de Vida - e-book de Eugenio Ramos Poeta
PROMOÇÃO TEMPORÁRIA
Livro Completo Grátis
Receba Já o Seu
Crônicas       Contos        E-Books Grátis:          Cursos            Psicologia            Autoajuda            Religiões           Internet Marketing
Poemas de Amor            Poesias Românticas                Poemas  Sensuais            Mensagens para Namorados            Para Celular